Reportagens sobre Desenvolvimento de Carreira

Notícias para Empreendedores

Notícias sobre Mídia e Marketing

27 de fev de 2009

Resultado Pesquisa de Carnaval

Recebi varias mensagens com diversas respostas. Tomei o direito de reproduzir algumas aqui:


Douglas Black wrote:


Sempre falou em brasil só tem nove meses para faca negócios! Dezembro até Fevereiro está parado. Em Rio o trafico está horrível com os blocos e as ruas fechados. Mas, tudo é bom. Nao tem nada melhor do que fica uma tarde andando uma rua com o bloco.

Rinaldo Tavani Pinheiro wrote:

Olá, Moro em Santos e já vi o carnaval ser cancelado, voltar e ser transferido de lugar varias vezes na cidade, sem que isso alterasse em nada a vida na cidade. O carnaval aqui não tem essa importância, as vezes atrapalha mais do que ajuda, mesmo tendo varias escolas de samba na cidade. Em minha opinião, acho que as cidades que vivem o carnaval como tradição têm muito a ganhar, mas a maiorias das cidades não são assim. Algumas até querem ser assim para receber mais pessoas... Das pessoas que conheço, a maioria aproveitam para viajar e descansar, o que também promove o turismo nessas cidades. Agora afirmar que o Brasil só começa a trabalhar depois do carnaval, penso que só é adequado para essas cidades que se preparam para receber muitas pessoas nessa época. Talvez essa seja a origem dessa frase, pois depois do carnaval a vida na cidade volta ao normal e pensem em tocar a vida até o próximo “feriadão”. Ganhar ou perder ? depende que tipo de cidade você mora, se seu negócio é carnaval, hotelaria, comercio, cartão de credito, transporte, consumo em geral, acho que a cidade ganha indiretamente por circulação de pessoas e mercadoria.

Gloria Micaelo wrote:

Perco $$ mas ganho em felicidade! De dezembro a março o mercado de consultoria fica mesmo meio parado: apenas acontecem as finalizações do ano anterior ou algumas aulas. O carnaval em si é muito bom, época de alegria e o astral das pessoas fica bem elevado.Concordo no entanto que poderíamos brincar apenas nos dias de folia, antes poderíamos continuar com nossa atividade produtiva normal, mas isso a cultura local não aceita. Como acredito em mudanças, estou aberta a soluções que quebrem esse círculo vicioso pré-carnavalesco...

Adriana Vieira Schaap wrote:

Acredito que todos perdem, não apenas no quesito $, mas também com a imagem do Brasil lá fora. Precisamos pensar no tipo de turista que queremos atrair...pois quando mostramos ao mundo, apenas bagunça, bandalheira...não vamos atrair nada de bom a longo prazo. Acho que podemos mostrar alegria e diversidade cultural não apenas com o Carnaval e sim, com bons profissionais, competentes e que trabalham o ano todo, como nos demais países. Ética é o que mais precisamos importar e exportar para sermos um país em ascensão!

Randal Gomes wrote:


Bem, Gustavo. Minha opinião aqui não visa ser absoluta, mas contribuir para a discussão que propôs. Acredito que a maioria dos profissionais tem uma visão segmentada, visando apenas as vantagens/analisando as desvantagens para setores específicos. De modo geral, não temos Carnaval em fevereiro em Santa Catarina (exceto Laguna e Floripa), mas a indústria do turismo se movimenta fortemente para as Oktoberfesten (a própria Oktoberfest, a Schützenfest, a Marejada, ...) e como um todo, o estado tem se organizado para que não haja paradas produtivas da economia como um todo. Assim, mais que contabilizar as perdas - já que a indústria brasileira se movimenta somente após o carnaval - o que parece faltar é uma visão de longo prazo e de longo alcance, que direcione o esforço de vendas especificamente para o período. Apesar de estarmos no século XXI, a velha máxima de que trabalho mesmo somente após a Festa, continua verdadeira.

Brian Curry wrote:


Sem dúvida eu perco, de dezembro até março, pre-carnaval, pre-pre-carnaval etc. :)

Valmir Goes wrote:


Caros, Vamos apimentar este assunto. Por várias ocasiões ouvi de executivos nacionais ou não que este país só começa depois do carnaval. Em minha visão, o que geralmente ocorre é que, por tratar-se de um período de férias escolares, normalmente os decisores e formadores de opinião, acabam tirando seus dias de descanso, de forma alternada durante este período. Então, como os grupos de decisões não se encontram em sua totalidade neste período, acaba dando a impressão de que tudo pára. Por outro lado, apesar de existir carnaval no mundo inteiro, nós brasaileiros, aceitamos este tipo de colocação pacificamente e até engrossamos o coro. O que parece para voces ?

Claudia Grigolon wrote:


Sempre haverá aqueles que não gostam de Carnaval porquê não faturam nessa época ou porquê simplesmente não gostam de bagunça. De qualquer forma, o Carnaval impulsiona muito o turismo no Brasil e os setores de serviços ligados ao turismo. Trabalho com assessoria a estrangeiros em São Paulo e para eles o Carnaval é o céu. Ouvi uma vez de um milanês uma brincadeira em que ele dizia que quando se morre, não se vai para o céu, se vem ao Brasil. Fazer o quê ? Se o nosso turismo fosse mais profissionalizado, talvez não fôssemos nem tão dependentes de exportação de commodities como somos... O importante é não deixar que as cinzas do Carnaval se espalhem pelo resto do ano no fluxo de caixa da empresa para que esta possa durar muitos Carnavais.




Obrigado a todos pela participação e boa ressaca !!!

3 de fev de 2009

Pesquisa sobre Carnaval:
Você ganha ou perde com o bunda-lê-lê?




O período de Janeiro até a primeira semana depois do carnaval é sempre meio parado. Ta certo, quem trabalha no setor turístico, seguradoras (um monte de acidentes de carro), saúde (de novo os acidentes) e outros que não me ocorrem agora podem ter bastante trabalho. Talvez fabricantes e distribuidores de bebidas (mais acidentes?). O que isso representa pra você em termos de trabalho?
Divida sua experiência! Responda a enquête (ao lado) e deixe seu comentário (abaixo).

Abraço a todos;

Gustavo Vannucchi
Coordenador Executivos Brasil.